Rua Sacadura Cabral, 369 - Rio de Janeiro-RJ 21 2263-1313

Novas regras e freios mais seguros (continuação)

Gostou? compartilhe!

Novas regras e freios mais seguros (continuação)

Novas regras e freios mais seguros (continuação)

Na semana retrasada, abordamos aqui, em nossa área de notícias, a nova norma técnica para elevadores de passageiros no Brasil.

 

A medida, que será lançada ainda este ano (leia aqui), traz grande e positiva inovação no quesito segurança dos usuários. A adequação de freios de segurança, por exemplo, já implementada de forma definitiva em elevadores dos EUA e Europa, é a garantia extra de que ninguém se machucará caso haja algum inesperado acidente, e uma dessas inovações positivas.

 

Você deve estar se perguntando, os elevadores já não são seguros o suficiente? Precisam de mais recursos de segurança?

 

São, elevadores são muito seguros! Mas prevenção NUNCA é demais, e a tecnologia em elevadores busca, constantemente, aprimorar métodos que ofereçam ainda mais garantias a usuários e condomínios, uma precaução extra tem sido muito empregada para evitar consequências graves, ocasionadas por elevadores com defeito.

 

Embora todos os sistemas de elevador já sejam equipados com freios de segurança, que fazem com que a velocidade da cabina diminua gradativamente quando em disparada, dispositivos de frenagem extra, como por exemplo o aparelho que trava os cabos de tração quando detecta movimento indesejável da cabina, amplamente aplicado na Europa e EUA, representa um reforço à composição das máquinas. Isso porque, a estrutura de frenagem possui um design específico e tecnologia que atuam quando a cabina se movimenta de forma indesejável e ainda garante melhor desempenho em disparadas vão acima. Essa máquina engenhosa, previne, ainda, outra situação comum em casos de elevadores que “caem para cima”: a falha na trava das portas que dão acesso do corredor às cabinas. Assim, mesmo que o elevador esteja em disparada ou tenha parado em outro andar, com avarias, o travamento das portas acionado por esse sistema garante que, mesmo pessoas desatentas e que não percebam a ausência do elevador, não abram a porta e acabem sofrendo acidentes, lançando-se dentro da cabine que, na verdade, está em outro andar. Trata-se de mais segurança para os usuários.

 

Fique atento às novas regras e nos ajustes necessários para o funcionamento dos seus elevadores. Em caso de dúvidas, consulte a Salta!



Gostou? compartilhe!